Coreia do Sul comemora confirmação da cúpula entre Trump e Kim

Seul, 2 jun (EFE).- O governo da Coreia do Sul comemorou neste sábado pelo anúncio realizado ontem pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmando que se reunirá com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, no dia 12, em Cingapura.

"Parece que o caminho para a cúpula a Coreia do Norte/EUA se expandiu e melhorou", disse, em um breve comunicado, o porta-voz da presidência Kim Eui-kyeom, horas depois do anúncio de Trump.

"Esperamos, com uma mistura de entusiasmo e calma, este evento histórico em Cingapura", acrescenta o texto.

As palavras do porta-voz chegam depois de Trump dissesse em Washington, onde se reuniu com um colaborador próximo de Kim Jong-un, que se reunirá com o líder norte-coreano no próximo dia 12 para tratar o possível desmantelamento do programa nuclear norte-coreano.

Oito dias depois de cancelar sua reunião com Kim devido às desavenças em torno de um possível modelo de desarmamento, Trump recebeu na Casa Branca a Kim Yong-chol, braço direito do líder norte-coreano, e falou com ele durante quase uma 1h30 antes de anunciar que a histórica cúpula será realizada em sua data original.

Washington defendeu que a desnuclearização norte-coreana deveria ser um processo completo e quase imediato, enquanto o regime de Pyongyang parece querer antepor as garantias para sua sobrevivência como condição prévia a um processo gradual e acompanhado da retirada gradativa das sanções.

Um equipe americana se encontra atualmente em Seul com a intenção de seguir negociando na fronteira intercoreana com uma delegação de Pyongyang para fixar uma agenda para a cúpula.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos