Grupo de Lima apresentará resolução sobre a Venezuela na Assembleia da OEA

Washington, 2 jun (EFE).- Os países que integram o Grupo de Lima, entre eles o Brasil, apresentarão uma resolução sobre a crise política e social da Venezuela durante a próxima Assembleia Geral da Organização de Estados Americanos (OEA).

Fontes diplomáticas informaram à Agência Efe que representantes dos 14 países do Grupo de Lima estão realizando reuniões para entrar em acordo sobre o "tom" da resolução que será levada à Assembleia Geral, que será aberta na próxima segunda-feira.

A aprovação de uma resolução sobre a Venezuela serviria para estabelecer o critério de legalidade e legitimidade do continente sobre o governo de Nicolás Maduro. Dependendo do alcance do texto, há possibilidade de provocar mudanças nas relações diplomáticas.

O texto, que ainda está sendo negociado pelos diplomatas, terá declarações similares às já feitas pelo Grupo de Lima.

Um dos objetivos da resolução é criticar as eleições realizadas na Venezuela no último dia 20 de maio, quando Maduro foi reeleito em um pleito considerado como uma fraude pela oposição.

Minutas da resolução obtidas pela Efe mostram que o Grupo de Lima pretende questionar a legitimidade das eleições por não cumprir com os padrões internacionais. Além disso, o texto pedirá a entrada de ajuda humanitária e que Maduro restaure a plena autoridade da Assembleia Nacional, o parlamento do país, controlado pela oposição.

Para que a resolução seja aprovada, o Grupo de Lima precisa de 18 votos no total. O número é factível, já que países como Bahamas, Uruguai e Barbados já sinalizaram a possibilidade de apoiar o texto.

Na última Assembleia Geral da OEA, a tentativa de aprovar uma resolução sobre a Venezuela fracassou devido à influência de Maduro sobre um grupo de países caribenhos que há anos recebe petróleo subsidiado enviado por Caracas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos