Líder da extrema direita minimiza importância do nazismo na história alemã

Berlim, 2 jun (EFE).- O líder da Alternativa para a Alemanha (AfD), Alexander Gauland, afirmou neste sábado que o nazismo foi apenas um "cocô de pássaro" no contexto da história do país.

"(Adolf) Hitler e os nazistas são apenas um cocô de pássaro. Os malditos 12 anos do nazismo não podem estragar os mais de mil anos da bem-sucedida história da Alemanha", disse Gauland.

Gauland fez as declarações em um congresso com a juventude da AfD, principal partido da extrema direita no país, realizado na cidade de Seebach, no leste do país.

"Cinquenta milhões de mortos, Holocausto e guerra total são para a AfD de Gauland apenas um cocô de pássaro", criticou Annegret Kramp-Karrenbauer, secretária-geral da União Democrata-Cristã (CDU), partido liderado pela chanceler do país, Angela Merkel.

Considerada como a sucessora de Merkel na frente da CDU, Kramp-Karrenbauer afirmou que Gauland mostrou a verdadeira face da AfD com a declaração.

O congresso da AfD foi aberto pelo presidente do partido, Damian Lohr. Em discurso, ele afirmou que a União Europeia (UE) deve morrer para que o continente possa seguir vivendo.

A AfD se tornou o primeiro partido da extrema direita a fazer parte do Bundestag, o parlamento alemão, desde os anos 1950, nas eleições gerais disputadas em setembro do ano passado.

Várias manifestações contra a AfD foram registradas em diferentes pontos do país no sábado. Em Goslar, no centro da Alemanha, cerca de 3 mil manifestantes protestaram contra um ato de neonazistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos