Maduro adia conversão monetária na Venezuela para o início de agosto

Caracas, 2 jun (EFE).- O governo da Venezuela informou neste sábado que a conversão monetária prevista para ocorrer na próxima segunda-feira só entrará em vigor no dia 4 de agosto, como já tinha antecipado o presidente do país, Nicolás Maduro.

"O governo nacional decidiu reprogramar o início da conversão monetária para o dia 4 de agosto", informou a vice-presidência da Venezuela em comunicado.

O texto indica que Maduro tomou a decisão após uma reunião com membros da Associação Bancária Nacional, que pediram para o governo adiar a medida até 1 de setembro.

A conversão monetária significará o corte de três zeros na atual moeda do país, o bolívar forte. O valor da divisa atual começou a ser insuficiente devido à hiperinflação vivida pelo país.

Maduro afirma a situação ocorreu porque quadrilhas retiram os bolívares do mercado para falsificá-los. Já a oposição critica o governo por gerir mal a economia do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos