Príncipe que gastou fortuna em quadro de Da Vinci vira ministro na A. Saudita

Riad, 2 jun (EFE).- O príncipe Bader bin Abdallah bin Mohammed bin Farhan al Saud, que gastou US$ 450 milhões para comprar o quadro "Salvator Mundi", de Leonardo da Vinci, foi nomeado neste sábado como novo ministro da Cultura da Arábia Saudita.

A nomeação foi anunciada pelo rei da Arábia Saudita, Salman bin Abul Aziz, em uma série de decretos. Um deles determina a criação do Ministério de Cultura e Informação.

Bader foi identificado como o comprador do quadro em um leilão realizado em novembro do ano passado por US$ 450 milhões. O "The Wall Street Journal" afirmou que o príncipe atuou como representante do herdeiro do trono saudita, Mohammed bin Salman.

O "Salvador Mundi", o único quadro de Da Vinci que está em uma coleção particular, se tornou a obra de arte mais cara da história.

O museu do Louvre de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, anunciou em dezembro que o quadro será exibido no local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos