Israel cobrará da ANP custos dos incêndios em protestos em Gaza

Jerusalém, 3 jun (EFE).- O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ordenou neste domingo deduzir dos fundos atribuídos à Autoridade Nacional Palestina (ANP) o custo dos danos ocasionados pelos incêndios provocados por artefatos lançados de Gaza durante os recentes protestos.

"Dei instruções ao diretor do Conselho de Segurança Nacional, Meir Ben Shabat, para que inicie um processo de dedução econômica da ANP para uma indenização que Israel dará às comunidades do perímetro de Gaza pelos danos provocados pelos últimos incêndios", anunciou Netanyahu nas suas redes sociais.

Desde o início da chamada Grande Marcha do Retorno no último dia 30 de marco, os palestinos lançaram balões que transportavam objetos inflamáveis e ocasionaram incêndios em terras agrícolas israelenses próximas à divisa.

O Executivo de Israel compensará os proprietários com o dinheiro arrecadado em alfândegas e impostos em nome das autoridades palestinas.

Os artefatos provocaram pelo menos 3.000 incêndios e danificaram 10 quilômetros quadrados de terras de cultivo perto da fronteira com Gaza, segundo números apurados pelo jornal "Hadashot".

A Autoridade da Natureza e Parques de Israel alertou que o problema afeta populações de animais, arvoredos e reservas naturais e que, se o lançamento desses objetos continuar, os danos podem aumentar com a chegada do verão e o aumento das temperaturas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos