PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Casa Branca considera 'vergonhoso' uso de foto de menina hondurenha na capa da "Time"

Capa da revista Time de julho de 2018 - Reprodução
Capa da revista Time de julho de 2018 Imagem: Reprodução

Em Washington

22/06/2018 23h57

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, considerou nesta sexta-feira (22) como "vergonhoso" o uso dado a uma fotografia de uma menina hondurenha chorando após atravessar a fronteira com o México e que a revista "Time" escolheu para sua capa.

"É vergonhoso que os democratas e a mídia tenham explorado esta foto de uma menina para impulsionar sua agenda [política]. Ela não foi separada de sua mãe", disse Sanders, em mensagem no Twitter.

A foto imortaliza o momento em que uma patrulha da fronteira intercepta uma mulher hondurenha que acaba de atravessar a fronteira com sua filha e serviu para que veículos de imprensa locais e ativistas ilustrassem a política de separação familiar do governo de Donald Trump.

No entanto, como Sarah Sanders disse, a mãe e a menina da foto não foram separadas após sua detenção, como aconteceu com mais de 2,3 mil menores de idade desde que Trump implementou a política de "tolerância zero" em abril.

As autoridades de imigração dos EUA informaram hoje a "CBS" que mãe e filha permanecem juntas em um centro de detenção no Texas.

A revista "Time" escolheu a imagem, do fotógrafo John Moore, para ilustrar a capa da sua próxima edição com uma montagem onde a menina aparece com Trump inclinando sua cabeça para ela e o texto "Welcome to America" ("Bem-vindo aos Estados Unidos").

A política de separar famílias gerou tal rejeição dentro e fora dos EUA que esta semana Trump reverteu sua própria decisão.

Internacional