PUBLICIDADE
Topo

Salvini acredita que em um ano ficará decidido se Europa permanecerá unida

22/06/2018 11h52

Berlim, 22 jun (EFE).- O vice-presidente e ministro do Interior italiano, o ultradireitista Matteo Salvini, disse nesta sexta-feira que no prazo de um ano será decidido se a Europa permanecerá unida ou se todo o projeto europeu perdeu sentido.

"No prazo de um ano, ficará decidido se a Europa permanece unida ou se tudo isso perdeu o sentido", disse Salvini em entrevista à edição digital da revista alemã "Der Spiegel".

Salvini reiterou, além disso, sua recusa a receber refugiados enviados de volta por outros países europeus.

"Não podemos receber um só refugiado a mais. Ao contrário, queremos entregar alguns", afirmou.

Salvini admitiu que esta posição, embora não seja sua intenção, pode aumentar as dificuldades da chanceler alemã Angela Merkel em seus país, e acrescentou que as diferenças entre Berlim e Roma não têm somente a ver com o tema da imigração.

"Também temos diferenças na política econômica, na reforma bancária e no relativo ao superávit comercial alemão", disse Salvini.