PUBLICIDADE
Topo

Brasileiro é acusado por envolvimento em roubo de armas de quartel na Bolívia

23/06/2018 14h58

La Paz, 23 jun (EFE).- Um brasileiro foi acusado pela Ministério Público da Bolívia de ter envolvimento em um assalto a uma base militar do país na fronteira com o Brasil.

Odélio Becerra da Costa foi preso na segunda-feira em um bairro da cidade de Cobija, principal cidade do departamento de Pando, que faz fronteira com o Brasil. Ontem, segundo o Ministério Público, ele foi acusado pelos promotora Patricia Romero pelos crimess de roubo agravado de armamento e munição militar.

"Ele portava uma arma de fogo da Tarus, calibre 9mm, com um número de série TBV07752 (propriedade das Forças Armadas), com seu respectivo carregador", afirmou a promotora.

No último sábado, um grupo de dez bandidos, entre eles brasileiros e bolivianos, assaltaram o posto militar Bruno Racua, em Povernir, a 39 quilômetros de Cobija. Na ação, os assaltantes levaram nove fuzis AK-47, cinco pistolas, carregadores e munição.

Alguns soldados bolivianos foram feridos no ataque. Um deles levou um tiro no rosto, mas não corre risco de morrer.

O governo da Bolívia reforçou o departamento com a presença das tropas de elite da Polícia e do Exército. Além disso, investigadores foram enviados para a região para apurar o crime.

O ministro de Defesa da Bolívia, Javier Zavaleta, afirmou que os bandidos seriam parte do Comando Vermelho (CV). No entanto, o ministro de Governo, Carlos Romero, não confirmou a hipótese.