PUBLICIDADE
Topo

Guarda costeira da Líbia intercepta 200 imigrantes em águas internacionais

27/06/2018 14h38

Trípoli, 27 jun (EFE).- A guarda costeira da Líbia interceptou 200 pessoas que navegavam em águas internacionais a bordo de uma embarcação precária que partiu do litoral do país norte-africano, informou hoje à Agência Efe o porta-voz da marinha vinculada ao governo apoiado pela ONU em Trípoli, Ayoub Qasim.

Segundo o responsável, os imigrantes, procedentes de diversos países da África, foram localizados a 25 milhas da cidade de Qarabuli, um dos núcleos de imigração irregular no Mediterrâneo central.

O elevado número de náufragos e as dificuldades de acesso à região complicaram a operação, acrescentou Qasim, que não ofereceu mais detalhes sobre a mesma.

As praias que se estendem entre Trípoli e a fronteira com a Tunísia se transformaram nos últimos dois anos no principal bastião das máfias que traficam seres humanos, apesar da presença de navios-patrulha europeus.

Segundo dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), mais de 171.635 imigrantes irregulares conseguiram atravessar o Mediterrâneo para a Europa em 2017, enquanto 3.116 desapareceram no mar.

A mesma organização, vinculada à ONU, afirmou que, ao longo deste ano, outras 16.394 pessoas conseguiram atravessar apenas pela chamada "rota central", que parte da Líbia, e 635 morreram afogadas.

Apenas na segunda-feira, a guarda costeira líbia interceptou cerca de mil imigrantes em frente ao litoral oeste do país.