PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Alemanha se compromete a maior apoio econômico da UE a Espanha e Grécia

29/06/2018 12h18

Berlim, 29 jun (EFE).- A Alemanha se comprometeu nesta sexta-feira a apoiar que se destinem meios econômicos e pessoal da União Europeia (UE) a favor de Espanha e Grécia a fim de tramitar o fluxo migratório nas fronteiras exteriores do bloco.

Segundo um comunicado difundido pelo Governo alemão, os três países fecharam em reunião à margem do Conselho Europeu em Bruxelas um acordo neste sentido que entraria em vigor até que se pactue a reforma do Sistema Europeu Comum de Asilo.

"Corroboramos que os Estados-membros com fronteiras externas da UE precisam de um maior apoio conjunto, tanto em nível econômico como no que diz respeito à dotação com policiais e especialistas em matéria de asilo", segundo o texto.

Ressalta a necessidade urgente de tomar medidas positivas para apoiar cinco ilhas gregas do Egeu e a Espanha.

Acrescenta que Grécia e Espanha estão dispostas a readmitir solicitantes de asilo que no futuro sejam detectados pelas autoridades alemãs na fronteira germânico-austríaca e que contem com um registro no sistema da base de dados de impressões digitais Eurodac realizado em um desses dois países.

Esse sistema é usado para identificar os solicitantes de asilo e os imigrantes ilegais de mais de 14 anos que cruzam as fronteiras da UE.

Berlim, por sua vez, se compromete a acelerar os processos de reunificação familiar para os solicitantes de asilo em Grécia e Espanha que tenham parentes na Alemanha.

Também ressalta que até a entrada em vigor do novo Sistema Europeu Comum de Asilo, o "melhor enfoque é acertar soluções transitórias entre aqueles Estados-membros que estejam dispostos a avançar conjuntamente em nível europeu".

"Partindo desta base e tendo em vista possíveis crises apoiamos iniciativas da UE de caráter adicional e imediato baseados na solidariedade e n divisão de cargas", acrescentou Berlim.

O comunicado especifica que "os detalhes operacionais das iminentes medidas serão lembrados nas próximas quatro semanas e serão revisados regularmente", e que a cooperação começará imediatamente depois que se chegar ao correspondente acordo.

Ao mesmo tempo, Alemanha, Grécia e Espanha reafirmam que apoiam a reforma do Sistema Europeu Comum de Asilo para 2018, que quer "equilibrar o princípio da divisão justa de responsabilidades com o de solidariedade".

Internacional