PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Comediante afirma que burlou Casa Branca e falou por telefone com Trump

29/06/2018 20h22

Los Angeles (EUA), 29 jun (EFE).- O comediante John Melendez afirmou nesta sexta-feira que conseguiu burlar a Casa Branca e falar por telefone com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se fazendo passar pelo senador Robert Menéndez, segundo informa a imprensa americana.

Melendez fez a piada durante seu programa "Stuttering John Podcast", quando se fez passar pelo assistente do senador - que ganhou recentemente as primárias de Nova Jersey contra sua rival Lisa McCormick - e pediu para falar diretamente com o presidente.

Segundo o testemunho do comediante, divulgado nesta quinta-feira, Trump retornou a ligação rapidamente direto do avião presidencial Air Force One enquanto retornava a Washington após realizar um comício em Dakota do Norte.

"Olá Bob, como você está? Felicidades por tudo. Estamos orgulhosos de você", diz a suposta voz de Trump em uma gravação da conversa divulgada pelos meios de comunicação.

"Felicidades, bom trabalho. Superou uma situação realmente difícil e não muito justa, mas parabéns", acrescenta o presidente em alusão aos problemas de Menéndez com a Justiça.

Este político, acusado de receber subornos de um oftalmologista amigo seu a quem supostamente ajudou por meio de seu cargo no Senado, respondeu no ano passado a acusações de corrupção que depois foram desprezadas.

Em seguida na conversa, o comediante começou a perguntar a Trump sobre assuntos como o substituto para o juiz Anthony Kennedy no Supremo Tribunal americano ou a crise migratória na fronteira com o México.

"Meus eleitores estão se queixando muito a respeito", comentou o comediante se fazendo passar pelo político.

"Bob, deixe-me te dizer que quero solucionar a situação mais do que ninguém", respondeu Trump, que acrescentou que pretende desenvolver uma "proposta migratória real".

Sobre o substituto de Kennedy, o comediante disse: "Te prometo que te ajudarei se você optar por não ser muito conservador, já sabe o que quero dizer".

Após esta piada, o verdadeiro Robert Menéndez afirmou em comunicado que agradeceria "qualquer oportunidade de ter uma conversa real com o presidente sobre como defender os valores americanos que guiaram nossa política migratória, baseada nas famílias, durante o último século".

Por sua vez, a Casa Branca não fez comentários em relação à piada feita por Melendez.

Internacional