PUBLICIDADE
Topo

Passeata LGBT na Bolívia pede "mais amor e menos ódio"

30/06/2018 23h55

La Paz, 30 jun (EFE).- Milhares de pessoas da comunidade de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) de La Paz marcharam neste sábado sob o lema "mais amor e menos ódio", em comemoração do Dia Internacional do orgulho gay.

A mensagem foi lida nas camisetas dos participantes assim como em um caminhão que acompanhou a passeata.

"Nos últimos meses houve uma efervescência da homofobia nas redes sociais e acreditamos que com esta mensagem podemos mudar esse sentimento da sociedade", disse à Agência Efe Alberto Moscoso, um dos representantes da Associação Civil de Desenvolvimento Social e Promoção Cultural Liberdade (Adesproc).

A marcha saiu da praça Bolívia em La Paz e terminou em San Francisco onde mais de 50 grupos agitavam a bandeira arco-íris que representa este coletivo.

Uma multidão aplaudiu os participantes do desfile, que é muito esperado na cidade.

Para David Aruquipa, representante do coletivo LGBT da Bolívia, também se deve refletir sobre outras reivindicações como incluir a tipificação de crime de ódio na legislação boliviana.

"Outra das reivindicações é o reconhecimento das nossas famílias, porque acreditamos que temos o direito de ter uma família reconhecida pelo Estado", disse Aruquipa à Efe.

O prefeito de La Paz, Luis Revilla, promulgou na quinta-feira passada uma norma de promoção e respeito dos direitos das pessoas com orientação sexual diferente.

Esta norma tem a finalidade de promover e implementar políticas públicas municipais "destinadas ao exercício pleno dos direitos humanos das pessoas com orientação sexual diversa".

A norma causou polêmica entre alguns representantes das igrejas evangélicas do país que a rejeitaram.