PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Rússia impõe tarifas de 25% a 40% a vários produtos dos EUA

06/07/2018 10h34

Moscou, 6 jul (EFE).- A Rússia impôs nesta sexta-feira tarifas de 25% a 40% sobre uma série de produtos americanos em resposta às taxas impostas pelos Estados Unidos sobre a importação de alumínio e aço russos.

"Em particular, as medidas afetam certo maquinário de obras em estradas, equipamento para o setor de petróleo e gás, máquinas, ferramentas para trabalhar metais e para a perfuração de rochas, além da fibra óptica", explicou o ministro da Economia da Rússia, Maxim Oreshkin, citado em um comunicado da pasta.

A medida é uma resposta à decisão de Washington de impor tarifas de 10% e 25% sobre as importações de determinados produtos de alumínio e aço, respectivamente.

"As perdas dos exportadores russos pelas tarifas americanas são calculadas em US$ 537,6 milhões. O aumento de nossas tarifas nesta etapa permitirá compensar só parte das perdas, algo em torno de US$ 87,6 milhões", disse Oreshkin.

"O resto das medidas compensatórias poderão ser implementadas após três anos desde a entrada em vigor das tarifas dos EUA", ou seja, em 21 de março de 2021, ou caso que a OMC determine a ilegalidade das medidas americanas, explicou o ministro russo.

O governo da Rússia denunciou na última segunda-feira os EUA à OMC pela imposição de tarifas, e pediu consultas com Washington sob o sistema de resolução de disputas da OMC pelas tarifas ordenadas pelo governo do presidente Donald Trump sobre o aço e o alumínio russos.

As conversações bilaterais proporcionam a ambas partes a oportunidade de discutir durante 60 dias o litígio e de encontrar uma solução mutuamente satisfatória sem ter que dar outro passo no conflito na OMC.

Se as consultas não prosperarem nesse prazo de 60 dias, Moscou pode pedir à OMC que se estabeleça um painel de resolução de disputas, algo que os EUA podem bloquear uma única vez.

Internacional