PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Após visita de dois dias, Pompeo deixa Coreia do Norte e chega ao Japão

07/07/2018 09h34

(Atualiza fonte e acrescenta declarações de Pompeo)

Seul/Tóquio, 7 jul (EFE).- O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, chegou neste sábado a Tóquio após uma visita de dois dias à Coreia do Norte, onde abordou a desnuclearização, sobre a qual informará seus colegas japonês e sul-coreana no domingo.

O chefe da diplomacia dos Estados Unidos se reuniu pelo segundo dia consecutivo com o general Kim Yong-chol, figura de peso da inteligência norte-coreana, informaram os veículos de imprensa americanos que o acompanham, mas não há informações se Pompeo se encontrou com o líder, Kim Jong-un, como ocorreu em suas duas visitas prévias a Pyongyang, segundo confirmou o Departamento de Estado americano.

"São temas complicados, mas acredito que progredimos em quase todos os principais. Em alguns, fizemos um grande progresso, em outros, ainda há trabalho para fazer", disse Pompeo antes de deixar a capital norte-coreana em declarações divulgadas na rede pela porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.

Pompeo e Kim Yong-chol - figura fundamental na realização da cúpula de Washington e Pyongyang em Singapura - abordaram assuntos que ficaram sem "esclarecer" na reunião de cerca de três horas de sexta-feira, e falaram de "construir confiança", sem que tenha vazado um possível roteiro para a desnuclearização, principal objetivo da visita.

Pompeo mostrou desejo de seguir com as conversas e reiterou o compromisso do presidente americano, Donald Trump, "com um futuro melhor para a Coreia do Norte" ao início de sua reunião com Kim, coletado pelos citados veículos de imprensa.

O secretário de Estados americano compartilhou em seu perfil da rede social Twitter duas fotografias publicadas hoje pela porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.

Nauert foi quem revelou que Wasington e Pyongyang acordaram a criação de grupos de trabalho para abordar "coisas essenciais", incluída a verificação da desnuclearização norte-coreana, e que trataram sobre a repatriação dos restos de soldados dos EUA mortos na Guerra da Coreia (1950-1953), estipulada na cúpula de junho.

O secretário de Estado se mostrou "muito firme" sobre estes assuntos, disse Nauert, e acrescentou que disse que "nunca pensamos que seria fácil".

Esta terceira visita de Pompeo, na qual pela primeira vez passou a noite no país asiático (hospedado na residência de Hóspedes de Estado Paekhwawon), era considerada um primeiro teste para medir o grau de compromisso do regime com seu desarmamento.

Pompeo se reunirá no domingo em Tóquio com seus colegas japonês e sul-coreano, Taro Kono e Kang Kyung-wha, respectivamente, para analisar os resultados desta viagem, que será seguida de uma coletiva de imprensa.

O chefe da diplomacia americana também se reunirá com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Trata-se da primeira visita de Pompeo ao Japão desde que assumiu o cargo no começo do ano.

Internacional