PUBLICIDADE
Topo

Ataque contra sede do Ministério do Interior da Somália deixa dez mortos

07/07/2018 10h28

(Atualiza o número de mortos e feridos e acrescenta detalhes)

Mogadíscio, 7 jul (EFE).- Um ataque ocorrido neste sábado à sede do Ministério do Interior da Somália, em Mogadíscio, e reivindicado pela organização terrorista Al Shabaab, deixou pelo menos dez mortos, confirmou o titular de Informação do país, Dair Mohamud Gelleh.

Outras 18 pessoas ficaram feridas no atentado, que começou por volta das 11h local (5h, em Brasília) com a explosão de dois carros-bomba nos arredores do complexo ministerial, ao qual três terroristas invadiram posteriormente.

Após uma operação de uma hora no Ministério, as forças de segurança conseguiram matar os terroristas. No total, 13 pessoas morreram, sendo três terroristas.

Segundo a emissora "Rádio Dalsan", a situação na zona já voltou à normalidade e os feridos estão sendo atendidos.

As informações publicadas por veículos de imprensa asseguram que entre os mortos estão soldados, jornalistas e funcionários da instituição.

A missão da União Africana na Somália (AMISOM) condenou o ataque em sua conta oficial do Twitter. "A AMISOM condena energicamente o ataque desta manhã no complexo do Ministério do Interior em Mogadíscio. Os terroristas mostraram mais uma vez suas desconsiderações para a estabilidade e o progresso da Somália".

"A AMISOM, junto às autoridades do país, reafirma seu compromisso para acabar com estes reprováveis ataques ao pacífico povo da Somália ", acrescentou.

A Somália, alvo de atentados frequentes do Al Shabab, sofreu em outubro de 2017 o pior de sua história: um ataque com caminhões bomba que deixou 512 mortos em Mogadíscio.

De acordo com analistas locais, os problemas internos do Governo e o distanciamento com a cúpula do Exército permitiram aos jihadistas recuperar a capacidade de atentar a grande escala.