PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Aliança do Pacífico e Mercosul assinam plano de ação para maior integração

24/07/2018 16h50

Puerto Vallarta (México), 24 jul (EFE).- Líderes dos países da Aliança do Pacífico e do Mercosul assinaram nesta terça-feira no balneário de Puerto Vallarta, no México, uma declaração e um plano de ação conjunta para estimular o livre-comércio e a integração, desafiando o protecionismo.

"O plano de ação de Puerto Vallarta estabelece medidas concretas para facilitar o comércio de bens, impulsionar a internacionalização de pequenas e médias empresas e fomentar a economia do conhecimento", disse o presidente do México, Enrique Peña Nieto, que também ocupa a presidência rotativa da Aliança do Pacífico, bloco formado também por Chile, Colômbia e Peru.

Na XIII Cúpula da Aliança do Pacífico, realizada ontem e hoje, Peña Nieto também ressaltou que os dois blocos querem incentivar o turismo, a cultura e a mobilidade de pessoas.

O presidente do Uruguai e do Mercosul, Tabaré Vázquez, afirmou na declaração conjunta que a integração não representa uma "varinha mágica para solucionar problemas", mas permitirá avanços nas condições de vida dos latino-americanos.

O encontro em Puerto Vallarta teve ainda a presença do presidente brasileiro, Michel Temer, e dos de Colômbia (Juan Manuel Santos), Chile (Sebastián Piñera) e Peru (Martín Vizcarra).

O representante da Argentina foi o secretário de Relações Exteriores, Daniel Raimondi, e o do Paraguai, o vice-ministro de Relações Exteriores, Federico González.

Internacional