PUBLICIDADE
Topo

Incêndios na Grécia já deixam 50 mortos e 156 feridos

24/07/2018 03h53

Atenas, 24 jul (EFE).- O número de mortos nos graves incêndios que arrasaram na segunda-feira a costa nordeste de Atenas, capital da Grécia, subiu para 50, enquanto os feridos são 156, segundo o último balanço da Proteção Civil.

Segundo o serviço de emergências, 11 dos feridos estão internados em estado crítico e teme-se que o número de mortos aumente, já que se estão recebendo várias chamadas de pessoas avisando que seus parentes seguem desaparecidos.

Todas as vítimas foram encontradas na área entre o porto de Rafina, a 30 quilômetros de Atenas, e Nea Makri.

Grande parte dos mortos estavam presos pelas chamas em suas residências ou automóveis, ou tentaram fugir do fogo jogando-se no mar, mas acabaram se afogando.

Um porta-voz da Cruz Vermelha afirmou em entrevista à emissora pública de televisão "ERT" que após ter encontrado 24 mortos em diferentes pontos da região, os bombeiros localizaram na manhã desta terça-feira um grupo de 26 falecidos em um campo situado na pequena cidade de Mati.

Segundo o Corpo de Bombeiros, atualmente ainda há três incêndios em curso na região de Ática.

As tarefas de extinção do fogo continuaram durante a noite de ontem, mas foram dificultadas pelos fortes ventos.

Depois que as autoridades declararam estado de emergência e solicitaram ajuda internacional, o porta-voz do Governo, Dimitris Tzanakopoulos, anunciou que hoje chegarão aviões de combate a incêndio vindos da Espanha, assim como voluntários do Chipre.

Atualmente nas três principais frentes - leste de Ática, a área de Kineta, no oeste da região, bem como em Corinto e Creta, há seis helicópteros e três aviões, assim como centenas de bombeiros com meios terrestres.

Segundo informou o prefeito de Rafina, Evangelos Bournous, pelo menos 500 casas e 200 veículos foram danificados em maior ou menor grau pelas chamas.