PUBLICIDADE
Topo

Rússia diz que oposição em Idlib prepara ofensiva contra tropas sírias

25/07/2018 17h12

Moscou, 25 jul (EFE).- A Rússia denunciou nesta quarta-feira uma escalada de tensão na província síria de Idlib, o último refúgio da oposição ao regime de Bashar al Assad, e acusou os rebeldes de preparar uma ofensiva contra as tropas governamentais.

"A tensão continua aumentando na zona de distensão de Idlib. Apesar do regime de cessação de hostilidades, há registros de violações do cessar-fogo por parte dos grupos armados ilegais" que atuam nessa província fronteiriça com a Turquia, disse o comandante do Centro para a Pacificação do Conflito, Alexei Tsigankov.

Tsigankov afirmou que nas últimas horas foram registrados tiroteios em várias localidades das províncias de Lataquia e Aleppo, vizinhas de Idlib.

Além disso, o oficial russo informou que os chefes dos diferentes grupos armados desdobrados na região "Idlib" concordaram em criar um órgão operacional comum para preparar uma ofensiva contra as tropas de Damasco.

"Observamos concentrações de grandes grupos (de guerrilheiros) em várias direções: as montanhas de Lataquia do norte; o vale Al Gab, na fronteira entre as províncias de Idlib e Hama, e as zonas ao leste da cidade de Aleppo", disse Tsigankov.

A província de Idlib é último refúgio da oposição armada síria, expulsa de praticamente todo o resto do país pelas forças leais ao regime de Assad.

O exército sírio, em suas sucessivas ofensivas para recuperar territórios controlados pela oposição - em Aleppo, Ghouta Oriental, a margem oeste do rio Eufrates e, nos últimos dias, na província de Deraa - permitiu que milicianos e civis contrários ao governo fossem evacuados dessas zonas a Idlib.