PUBLICIDADE
Topo

Cidade na Flórida pagará US$ 4,9 milhões em acordo após caso de discriminação

26/07/2018 19h59

Miami, 26 jul (EFE).- A cidade de Jacksonville, no norte da Flórida (Estados Unidos), deverá pagar cerca de US$ 5 milhões como parte de um acordo que encerrou um litígio sobre discriminação racial dentro do Corpo de Bombeiros.

A procuradoria informou nesta quinta-feira que o acordo entre as partes, que ainda precisa ser aprovado por um juiz federal, põe fim a três processos.

Um deles foi apresentado pela Comissão de Igualdade de Oportunidades de Emprego (EEOC) dos EUA contra a Associação de Bombeiros de Jacksonville, alegando discriminação contra candidatos negros nos testes para a promoção de emprego entre 2004 e 2011.

A cidade decidiu desenvolver um novo exame promocional para a seleção de alguns cargos no Corpo de Bombeiros.

A regulação "garante que todos os candidatos a promoção tenham uma oportunidade justa de competir", expressou John Gore, procurador-geral adjunto interino da Divisão de Direitos Civis.

O novo acordo inclui um fundo de US$ 4,9 milhões a serem pagos aos litigantes e também destinados à criação de 40 cargos de promoção.