PUBLICIDADE
Topo

Número de mortos pelos ataques jihadistas no sul da Síria sobe para 246

26/07/2018 05h16

Beirute, 26 jul (EFE).- O número de mortos pela onda de ataques do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) contra civis e forças governamentais da Síria, na província de As-Suwayda, subiu nesta quinta-feira para 246, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os ataques coordenados, os mais graves cometidos pelos terroristas naquela região, acabaram com a vida de 135 civis, entre eles 34 crianças, e 111 combatentes, segundo a última apuração da ONG.

Entre os combatentes mortos estão pelo menos 45 jihadistas, incluindo os sete terroristas que se explodiram ontem em diferentes partes de As-Suwayda.

O número de falecidos aumentou devido à morte de pessoas gravemente feridas, além da descoberta de cadáveres que estavam desaparecidos e executadas pelo EI nas zonas rurais da região.

Segundo a ONG, alguns civis foram sequestrados e levados para a áreas desérticas localizadas no norte da província e várias famílias encontraram os corpos de seus parentes ao retornar para suas casas.

O número de vítimas mortais pode aumentar, advertiu a ONG, porque ainda há feridos graves e desaparecidos, mas não especificou seu número.

A agência de notícias estatal "SANA" informou hoje que um funeral em massa começou na cidade de As-Suwayda para enterrar as vítimas dos ataques cometidos ontem pelos jihadistas do EI.