PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Partido de Imran Khan lidera apuração extraoficial no Paquistão

26/07/2018 03h33

Islamabad, 26 jul (EFE).- O partido Pakistan Tehrik-e-Insaf (PTI), do ex-jogador de críquete Imran Khan, lidera a apuração extraoficial e parcial das eleições gerais no Paquistão, enquanto os números oficiais sofrem um atraso de horas devido a falhas técnicas e alegações de fraude.

Segundo o apuração extraoficial oferecido pelos veículos de imprensa paquistaneses, o PTI prevalece em 114 das 272 cadeiras da Assembleia Nacional que estão em jogo.

Segundo os resultados de 47% dos colégios eleitorais, a Liga Muçulmana do Paquistão (PML-n), do ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif, tem 64 cadeiras e o Partido Popular do Paquistão (PPP), presidido por Bilawal Bhutto, em 42, segundo as estimativas do jornal "Dawn".

No entanto, a Comissão Eleitoral do Paquistão ainda não forneceu resultados provisórios de qualquer tipo, 16 horas depois do fechamento dos colégios e após afirmar, durante a madrugada (hora local) que ocorreram erros técnicos no processo.

"A razão deste atraso é o novo sistema e houve alguns problemas técnicos utilizando o Sistema de Transmissão de Resultados que introduzimos pela primeira vez", disse em entrevista coletiva, o comissário eleitoral, Sardar Raza Khan.

Além disso, afirmou que o clima adverso e a situação de segurança contribuíram para a demora.

Vários partidos, incluindo a Liga Muçulmana de Sharif anunciaram que rejeitam os resultados antes de seu anúncio oficial, considerando ter ocorrido manipulação na apuração dos votos, questão negada por Khan.

"Estas eleições foram 100% justas e transparentes", garantiu.

Internacional