PUBLICIDADE
Topo

Chuvas torrenciais matam criança e deixam 12 feridos na Colômbia

27/07/2018 12h53

Bogotá, 27 jul (EFE).- As autoridades colombianas permanecem nesta sexta-feira em alerta para atender a emergência que se apresentou na noite da quinta-feira no município de San Gil, em onde o transbordamento de um rio provocou a morte de uma criança morta, além de deixar 12 feridos e várias casas afetadas.

O menor, que estava com outras 12 crianças brincando no centro poliesportivo do bairro de San Martín, morreu depois de que um muro de 40 metros de altura caiu ao ceder pela pressão da água, explicou a jornalistas o prefeito de San Gil, Ariel Rojas.

A vítima, de oito anos, foi transferida ao hospital local, mas não resistiu aos ferimentos que sofreu. As outras 12 crianças permanecem em observação.

Por sua vez, Didier Tavera, governador do departamento de Santander, do qual San Gil faz parte, afirmou que a emergência foi registrada pelo "transbordamento do rio Quebrada da Las Animas, que inundou as ruas e afetou várias casas", deixando cerca de 300 pessoas desabrigadas.

Além disso, as chuvas provocaram o colapso da rede de esgotos e danificaram mais de 50 veículos.

Por enquanto, 300 membros do Exército Nacional e os órgãos de emergência trabalham para retirar a lama e as pedras que foram arrastadas até San Gil pelas águas.