PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Palestino morre e outros 7 ficam feridos em confrontos na fronteira de Gaza

27/07/2018 13h43

Gaza, 27 jul (EFE).- Um palestino morreu e outros sete ficaram feridos em novos confrontos registrados hoje, a 18ª sexta-feira consecutiva de protestos da chamada Grande Marcha do Retorno, entre os manifestantes e soldados israelenses nas imediações da fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel.

Os protestos são organizados por um comitê que se encarrega de convocá-los e de tudo o que acontece neles, como o lançamento de artefatos incendiários e os pneus em chamas que os manifestantes levam até a fronteira.

Durante a manhã, o comitê convocou a população, através dos alto-falantes das mesquitas, a se aproximar da linha fronteiriça para celebrar a "Sexta-Feira das Crianças Mortas por (ação de) Israel".

Os confrontos terminaram com a morte de um palestino e outros sete feridos por disparos israelenses, segundo fontes médicas palestinas.

Três manifestantes foram feridos quando soltavam balões e pipas incendiárias para Israel.

Os balões e pipas causaram dois grandes incêndios na região de Shaar Haneguev, segundo o departamento de bombeiros.

O exército de Israel, por sua vez, informou que tinha disparado perto de um grupo de palestinos que lançava artefatos incendiários e acrescentou que não foram reportados feridos.

Os analistas na Faixa advertem que as manifestações de hoje podem fazer escalar a tensão entre Israel e o movimento islamita Hamas, que governa Gaza de fato desde 2007, e colocar a perder a frágil trégua mediada pelo Egito entre ambas as partes na semana passada.

Segundo dados do Ministério de Saúde palestino, desde o começo dos protestos, em 30 de março, houve 144 mortos nas manifestações e confrontos ocorridos nas imediações da cerca, e mais de 16 mil pessoas ficaram feridas.

Internacional