PUBLICIDADE
Topo

EI mantém sequestrados 14 mulheres e 16 menores no sul da Síria

30/07/2018 09h18

Beirute, 30 jul (EFE).- Pelo menos 14 mulheres e 16 menores de idade permanecem sequestrados pelo Estado Islâmico (EI) na província síria de As-Suwayda, no sul do país, onde o grupo jihadista lançou uma sangrenta onda de ataques na semana passada, informou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo o diretor da ONG, Rami Abdul Rahman, outros quatro sequestrados pelo EI em As-Suwayda conseguiram escapar e dois foram assassinados pelos jihadistas.

Estes sequestros ocorreram durante uma onda de atentados e ataques do EI contra civis e contra posições das tropas governamentais na província, nos quais morreram cerca de 300 pessoas, entre eles 135 civis, segundo cálculos do Observatório.

A ofensiva do EI coincidiu com uma campanha militar lançada pelas forças leais ao presidente sírio, Bashar al Assad, contra o grupo jihadista Exército de Khaled bin Walid, vinculado ao EI, no sudoeste da Síria.