PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Presidente Lukashenko nomeia novo primeiro-ministro da Bielorrússia

18/08/2018 09h57

Moscou, 18 ago (EFE).- O presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, nomeou neste sábado como novo primeiro-ministro do país Sergei Rumas dias depois de criticar duramente a gestão do Governo.

Rumas, que já tinha exercido o cargo de vice-primeiro-ministro e nos últimos quatro anos presidiu o Banco de Desenvolvimento, substitui no cargo Andrei Kobyakov, que liderava o Executivo desde 2014.

Lukashenko, no poder desde 1994, também introduziu outras mudanças no gabinete de ministros ao substituir vários vice-primeiros-ministros e os titulares das pastas de Economia e Indústria, entre outros.

O líder bielorrusso justificou as mudanças com o argumento que no Governo "não pode haver diferenças na hora de marcar o rumo de desenvolvimento do país".

Nesta semana, Lukashenko já havia acusado publicamente o Executivo de descumprir suas ordens e os dirigentes regionais de empurrar os bielorrussos a emigrar ao estrangeiro na busca de trabalho devido aos baixos salários.

"Segundo a Constituição, o presidente, em seu programa eleitoral, expõe os seus planos. E as pessoas votam em consequência. Não permitirei que ninguém engane o povo. O importante na nossa política é o povo. E isto não é populismo. Sempre disse e direi", afirmou hoje.

Além disso, lembrou que de uma acertada política econômica depende a independência da Bielorrússia, em clara alusão à vizinha Rússia, de cujas provisões energéticas e comércio depende em grande medida a economia nacional.

A Bielorrússia, a última economia planificada do continente, está imersa há anos em uma crise estrutural, que piorou com uma recessão que reduziu para metade os salários desde 2014 e destruiu dezenas de milhares de postos de trabalho.

Lukashenko também negou hoje que planeje antecipar as eleições presidenciais, que devem ser realizadas na primeira metade de 2020.

Internacional