PUBLICIDADE
Topo

Chinês que matou esposa e a escondeu em congelador é condenado à morte

23/08/2018 05h44

Xangai (China), 23 ago (EFE).- Um chinês de 31 anos foi condenado à morte, nesta quinta-feira, por assassinar sua esposa e ter mantido seu corpo por três meses em um congelador, de acordo com informações da imprensa local.

Segundo o Tribunal Popular Intermediário Nº 2 da cidade de Xangai, Zhu Xiaodong se declarou culpado de estrangular Yang Liping dentro de sua casa, no dia 18 de outubro de 2016.

Depois de matá-la, envolveu o corpo em uma colcha e o escondeu no refrigerador durante 105 dias, durante os quais se fez passar pela sua esposa nas redes sociais e enviou mensagens de texto aos seus pais e amigos.

Zhu se entregou aos policiais no dia 1º de fevereiro de 2017, confessou ter matado sua mulher e expressou seu arrependimento no tribunal.

O assassino disse que estava "disposto a aceitar todos os castigos de acordo com a lei".

O julgamento começou no dia 29 de novembro do ano passado e nele, o pai de Yang, Yang Ganlian, disse que a família não queria uma desculpa ou compensação, mas justiça.