PUBLICIDADE
Topo

Internacional

China critica Trump por culpá-la de falta de progresso com a Coreia do Norte

26/08/2018 02h28

Pequim, 26 ago (EFE).- A China criticou as acusações feitas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que cancelou a visita prevista a Pyongyang de uma delegação americana, após culpar Pequim pela falta de progresso nas negociações para a desnuclearização da Coreia do Norte.

"Todas as partes relevantes deveriam continuar rumo ao acordo político e mostrar mais sinceridade e flexibilidade, em vez de ser inconstante ou culpar outros", afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Lu Kang, em comunicado divulgado no final da noite de ontem.

Na quinta-feira passada Trump disse no Twitter que tinha pedido ao seu secretário de Estado, Mike Pompeo, para cancelar sua visita à Coreia do Norte prevista para a próxima semana, ao considerar que "não estão sendo feitos progressos suficientes" nas negociações entre ambos os países para a desnuclearização da península.

"Além disso, devido à nossa postura comercial muito mais dura com a China, acredito que não estão ajudando com o processo de desnuclearização como o fizeram antes", acrescentou o presidente americano, em referência à escalada de tensão entre Washington e Pequim devido à guerra comercial.

O porta-voz chinês desmentiu estas acusações, que qualificou de "irresponsáveis", e ressaltou que a China já apresentou uma queixa formal aos EUA a este respeito.

"Durante muitos anos, a China realizou incansáveis esforços para desempenhar um papel importante e construtivo na busca da solução adequada para a questão nuclear da península coreana", lembrou o chefe da diplomacia chinesa.

A viagem de Pompeo era vista como uma oportunidade para conseguir novos avanços nas conversas entre Washington e Pyongyang sobre o processo de desarmamento nuclear do regime norte-coreano, que estão aparentemente estancadas, depois que ambos os países trocaram reprovações nas últimas semanas.

Internacional