PUBLICIDADE
Topo

Tempestade tropical "Lane" se afasta do Havaí após provocar recorde de chuvas

26/08/2018 18h09

Washington, 26 ago (EFE).- A tempestade tropical "Lane" se afastou neste domingo do litoral do Havaí com muita menos força que em meados desta semana, mas deixou atrás de si uma esteira de fortes chuvas que já entraram no livro dos recordes nos Estados Unidos.

O Serviço Meteorológico Nacional (NWS, em inglês) suspendeu quase todos os alertas que tinha emitido antes que o ciclone "Lane" se degradasse nesta sexta-feira para a categoria de tempestade tropical.

O único alerta que segue vigente é o que adverte de possíveis inundações na ilha central de Oahu, a mais populosa e onde se encontra a capital Honolulu.

A umidade persistente após a passagem da tempestade, cujo centro não chegou a tocar terra no arquipélago, seguiu provocando copiosas precipitações ao longo do fim de semana e ameaçava causar mais inundações e deslocamentos de terra, segundo as autoridades.

"Acredito que vamos continuar molhados até o começo da próxima semana. Mas não será tão intenso como antes", disse o administrador de Defesa Civil do condado do Havaí, Talmadge Magno, ao jornal local "The Honolulu Star Advertiser".

Segundo os estudos preliminares do NWS, "Lane" deixou a terceira maior quantidade de chuvas procedentes de um ciclone tropical nos Estados Unidos desde 1950, com 51,53 polegadas (130 centímetros) entre quarta-feira e hoje.

Essa quantidade só foi superada pelo furacão "Hiki", que arrasou o Havaí em 1950 e deixou 52 polegadas de chuva (132 centímetros), e o furacão "Harvey" que devastou o Texas há um ano, e que tem o recorde absoluto com 60,58 polegadas (153,9 centímetros).