PUBLICIDADE
Topo

Tiroteio deixa "múltiplas vítimas" em shopping da Flórida

26/08/2018 18h22

(Atualiza com detalhes do tiroteio).

Miami, 26 ago (EFE).- Um "tiroteio em massa" ocorrido neste domingo em um conhecido shopping de Jacksonville, no norte da Flórida (Estados Unidos), terminou com "múltiplas vítimas" mortais, entre as quais se encontra o suspeito.

Embora meios de comunicação locais falem de pelo menos quatro pessoas mortas e vários feridos, as autoridades policiais não informaram números, mas mencionaram no Twitter "múltiplas vítimas mortais na cena do crime e muitas transferidas a hospitais".

O xerife de Jacksonville, Mike Williams, declarou em entrevista coletiva que neste momento trabalham com a hipótese de que só há um suspeito neste caso, e que este que morreu no incidente.

O oficial acrescentou que não confirmaram a identidade do atirador, mas que se trata de um homem branco.

Além disso, indicou que já concluíram a varredura do shopping, no qual já não há vítimas, testemunhas ou visitantes em geral, e convocou a imprensa para uma coletiva ainda hoje para divulgar novos detalhes sobre este caso.

Os agentes das forças especiais (SWAT) buscaram um possível suspeito e começaram a resgatar as pessoas que se esconderam nas lojas do shopping, onde estava sendo realizado um torneio de videogame.

A polícia pediu através das redes sociais que estas pessoas permanecessem escondidas e "tranquilas" até que um agente lhes encontrasse.

O Jacksonville Landing é um popular shopping com 20 restaurantes e cerca de 70 lojas e a cada ano é visitado por milhares de moradores e turistas.

Em um destes restaurantes, o GLHF Game Bar, estava sendo realizado um torneio regional de videogames, e meios de comunicação locais indicam que, em uma transmissão em vídeo através da conta da rede social Twitch deste bar, foi possível escutar como começam os disparos.

O último grande tiroteio em massa na Flórida aconteceu em 14 de fevereiro deste ano, quando um ex-aluno da escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas, em Parkland, ao sul do estado, matou 14 estudantes e três professores, além de deixar 20 feridos.