PUBLICIDADE
Topo

Justiça do Paraguai investiga roubo de fuzis trocados por armas de brinquedo

27/08/2018 20h06

Assunção, 27 ago (EFE).- O ministro do Interior do Paraguai, Juan Ernesto Villamayor, anunciou nesta segunda-feira que o governo e o Ministério Público do país investigam as circunstâncias de um roubo de 42 fuzis da Polícia Nacional que foram substituídos por réplicas de brinquedo, de madeira e plástico.

Ocorrido na semana passada, o roubo foi descoberto após uma revisão do estoque de um departamento da Polícia Nacional.

"O importante é que já estamos trabalhando com o Ministério Público, que dirige a investigação. A Polícia Nacional está dando todas as informações ao Ministério Público", disse Villamayor a jornalistas depois de se reunir com o presidente do país, Mario Abdo Benítez.

O ministro acrescentou que Abdo Benítez manifestou preocupação com o caso, e que de janeiro a julho deste ano, durante o governo anterior, de Horacio Cartes, 90 armas desapareceram ou foram extraviadas por agentes da corporação.

"Não se pode classificar como normal que um oficial de polícia perca a arma. É preciso ter muito cuidado com este tipo de questão, porque alimenta dúvidas sobre o destino das armas", disse Villamayor, que assumiu o cargo neste mês.