PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mattis diz não estar "preocupado" perante maior autonomia europeia em Defesa

28/08/2018 13h59

Washington, 28 ago (EFE).- O chefe do Pentágono, James Mattis, afirmou nesta terça-feira não estar "preocupado" perante a possibilidade de a União Europeia (UE) decidir ter uma maior autonomia em matéria de Defesa já que, segundo disse, ambas potências "compartilham" uma série de "fundamentos" democráticos básicos.

"Não estou preocupado porque tenho certeza que as democracias não perderão esses fundamentos comuns que todos compartilhamos", apontou Mattis durante uma entrevista coletiva na sede do Departamento de Defesa.

Com esta declaração, o americano quis minimizar as palavras do presidente francês, Emmanuel Macron, que na segunda-feira defendeu a necessidade de a UE não continuar pondo "em mãos dos Estados Unidos" sua segurança e advogou por uma maior autonomia em Defesa para garantir a soberania de forma autônoma.

"A Europa já não pode entregar sua segurança aos Estados Unidos. Nos corresponde assumir nossas responsabilidades e garantir a segurança e, desta forma, a soberania europeia", sustentou Macron em seu discurso anual perante os embaixadores franceses.

Nos últimos meses, ocorreram atritos entre Washington e Bruxelas, e o presidente americano, Donald Trump, reprovou a UE em reiteradas ocasiões pelo seu pouco investimento em Defesa e exigiu um aumento da contribuição à Otan.

Mattis lembrou que os EUA e a UE estiveram juntos "no bem e no mal", e considerou que a relação entre ambos passou "por tempos mais difíceis" do que os atuais.

"Cada país tem suas próprias opiniões e seus próprios interesses. Isso é algo que respeito", concluiu Mattis.

Internacional