PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Secretário de Defesa dos EUA não descarta retomar manobras com Coreia do Sul

28/08/2018 14h06

Washington, 28 ago (EFE).- O secretário do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, não descartou que em 2019 sejam retomadas as manobras conjuntas com a Coreia do Sul, que foram suspensas em junho deste ano como gesto "de boa vontade".

"Suspendemos algumas manobras por ordem do presidente (Donald Trump) como demonstração de boa vontade. Mas não suspendemos todas. Vamos ver como será a negociação e depois calcularemos o que faremos no ano que vem", disse Mattis em entrevista coletiva no Pentágono nesta terça-feira.

Essa declaração coincide com um momento crítico nas negociações entre Washington e Pyongyang, depois que o próprio Trump decidiu cancelar a viagem que o secretário de Estado, Mike Pompeo, tinha previsto realizar nesta semana à Coreia do Norte devido à falta de "progressos" nas negociações.

Mattis afirmou que, além das manobras suspensas, os EUA desenvolvem na região diversos exercícios militares que nunca foram cancelados, por isso o Pentágono quase não alterou seu "planejamento".

O responsável pela Defesa americana evitou se pronunciar sobre as recentes informações que indicam que, apesar dos acordos firmados em Singapura pelo presidente Donald Trump e pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un, Pyongyang pode ter dado continuidade ao programa de armamento nuclear.

"Prefiro deixar a responsabilidade sobre o tema nos ombros de Pompeo", afirmou Mattis, que garantiu que houve alguns "progressos" desde o encontro que ambos os governantes tiveram no dia 12 de junho.

Com essas palavras, o secretário parecia se referir à recente entrega por parte da Coreia do Norte de 55 urnas que supostamente contêm os restos de soldados americanos desaparecidos na Guerra da Coreia (1950-1953) e à suspensão dos testes nucleares.

Questionado a respeito da evidente decepção da Casa Branca sobre a falta de avanços, Mattis foi conciso: "Todos sabíamos que seria uma negociação longa".

Internacional