PUBLICIDADE
Topo

Internacional

China acusa EUA de "distorcer" a realidade sobre a Coreia do Norte

30/08/2018 08h39

Pequim, 30 ago (EFE).- A China acusou nesta quinta-feira os Estados Unidos de distorcer a realidade e manter uma lógica "irresponsável" e "absurda" depois que o presidente Donald Trump acusou Pequim em várias ocasiões de estar criando obstáculos os avanços para a desnuclearização da Coreia do Norte.

"Muita gente pode ter a mesma sensação que tenho, que os Estados Unidos são o número um do mundo em distorcer os fatos de forma irresponsável e com uma lógica absurda", manifestou a porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Hua Chunying, em entrevista coletiva em Pequim.

Trump disse ontem que as coisas vão "bem" com a Coreia do Norte apesar da falta de avanços na negociação bilateral, e culpou em parte dessa situação a China e a disputa comercial entre Washington e Pequim.

Em palavras de Trump, "parte do problema da Coreia do Norte é causado pelas nossas disputas comerciais com a China".

"É preciso olhar para eles mesmos para ver o que está ruim ao invés de culpar os outros", afirmou sobre estas acusações a porta-voz chinesa de Relações Exteriores.

Trump reprovou em várias ocasiões a China por usar sua influência sobre a Coreia do Norte para dificultar a aproximação que ele empreendeu com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, como represália pelas tarifas que Washington impôs a Pequim e que originaram uma guerra comercial entre as duas maiores potências econômicas do mundo.

De fato, na semana passada Trump já cancelou uma visita prevista a Pyongyang de uma delegação americana após culpar Pequim pela falta de progresso nas negociações.

Nas últimas semanas, o diálogo entre a Coreia do Norte e os EUA para a desnuclearização do regime norte-coreano paralisou devido às diferenças entre ambos sobre como realizar esse processo.

Internacional