PUBLICIDADE
Topo

Depardieu é investigado na França por suposto estupro e agressão sexual

30/08/2018 16h18

(Atualiza com mais dados e declarações)

Paris, 30 ago (EFE).- O ator francês Gérard Depardieu, de 69 anos, é alvo de uma investigação na França por "estupro e agressão sexual", como consta em uma denúncia feita no dia 27 de agosto na cidade de Aix-en-Provence, segundo informaram à Agência Efe fontes judiciais.

"A promotoria de Paris encarregou à Polícia Judiciária a investigação preliminar pelas acusações de estupro e agressão sexual", afirmaram as mesmas fontes, que não forneceram mais detalhes.

Depardieu, que deixou de morar na França em 2012 devido aos altos impostos que pagava, é conhecido pelo grande público por filmes como "Cyrano" (1990) e "Asterix e Obelix" (1999-2012).

O ator negou "categoricamente qualquer agressão sexual e estupro", segundo o advogado Hervé Témime, que disse em declarações ao canal "BFMTV" que Depardieu conhece a jovem que o acusou.

Segundo fontes judiciais, a promotoria de Paris assumiu a investigação em 29 de agosto, depois que a de Aix-en-Provence, onde foi recebida a denúncia, "se desvinculou" do caso.

"A promotoria não fará nenhum comentário a esta altura das investigações ", indicou a instância judicial.

Ainda não há informações sobre o lugar dos supostos fatos, que teriam ocorrido entre 7 e 13 de agosto, nem a identidade da acusadora.

Segundo o canal "Franceinfo", trata-se de uma jovem atriz e escritora que trabalhava em um projeto literário sobre uma celebridade do cinema da qual Depardieu é próxima.

Em entrevista à rádio "Europe 1", o agente do ator, Bertrand de Labbey, garantiu que a jovem tentou se aproveitar da notoriedade de seu cliente.

"Tentam tirar proveito quando são pessoas com uma grande notoriedade. Conheço muito bem Gérard, é algo impensável. Não parecia nada perturbado. Ia a começar a gravar", comentou De Labbey.