PUBLICIDADE
Topo

Rússia não descarta possibilidade de EUA lançarem novos ataques contra Síria

30/08/2018 09h51

Moscou, 30 ago (EFE).- A Rússia declarou nesta quinta-feira que não descarta a possibilidade de os Estados Unidos lançarem novos ataques com mísseis contra a Síria e advertiu que, caso eles aconteçam, afetarão todas as medidas adotadas para uma solução pacífica do conflito no país árabe.

"A julgar pelos preparativos das forças armadas americanas na região do Oriente Médio, não se exclui a possibilidade de novos ataques com mísseis contra a Síria", disse em entrevista coletiva a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

Maria indicou que os EUA e seus aliados têm cerca de 70 aviões, dois navios e mais de 400 mísseis de cruzeiro concentrados na região, aos quais podem se somar em 24h outros quatro navios de guerra com mais de 100 mísseis.

"Como os senhores sabem, os ataques à Síria são vinculados ao chamado possível uso de armas químicas pela força governamental (síria) em Idlib", disse a diplomata, que acrescentou que o Estado Maior Geral russo comunicou à parte americana que "não se pode falar do uso de armas químicas pelo exército sírio".

A porta-voz ressaltou que isso não está nos planos do governo sírio, que - disse - "concentrou em torno de Idlib forças significativas das tropas governamentais, concentradas em combate, que em caso de necessidade podem acabar com o agrupamento de terroristas que se encontra nessa região".

A situação na Síria será abordada hoje em reunião em Moscou entre o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e seu homólogo sírio, Walid al Moualem.