PUBLICIDADE
Topo

Taiwan executa primeiro condenado à morte desde posse de presidente em 2016

31/08/2018 08h57

Taipé, 31 ago (EFE).- Taiwan informou nesta sexta-feira sobre a execução do primeiro condenado à morte desde que a presidente taiuanesa, Tsai Ing-wen, tomou posse do cargo em maio de 2016, precisamente no aniversário da governante.

O condenado, Lee Hung-chi, um homem de 39 anos, assassinou em 2014 sua esposa a facadas do lado de fora de uma escola e depois matou sua filha de seis anos, segundo a sentença judicial.

O Ministério de Justiça de Taiwan, que informou nesta sexta-feira sobre a execução realizada na cidade de Kaohiung, afirmou que Lee "constituía uma séria ameaça à lei e à ordem, e não tinha mostrado remorso algum".

O executado, antes de cometer os crimes, tinha passado 11 meses na prisão por não ter respeitado uma ordem de restrição de sua esposa e filha e por ameaçá-las de morte, acrescentou o Ministério.

A ordem para a execução de Lee foi assinada na quinta-feira e ainda restam 42 condenados no corredor da morte em Taiwan, onde as pesquisas públicas mostram que os cidadãos são favoráveis à pena de morte.