PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Caças britânicos escoltam bombardeiros russos no Mar do Norte

20/09/2018 16h33

Londres, 20 set (EFE).- Caças da Real Força Aérea do Reino Unido (RAF) escoltaram nesta quinta-feira dois bombardeiros russos que se aproximavam do espaço aéreo britânico pelo Mar do Norte e se recusavam a responder aos contatos feitos pelo controle aéreo.

O Ministério da Defesa do Reino Unido informou que os aviões britânicos, que decolaram da base de Lossiemouth, no nordeste da Escócia, foram enviados depois da avaliação de que os bombardeiros russos representavam um "perigo para a aviação na região".

O governo britânico contaram com a colaboração da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para vigiar os aviões russos quando eles ainda cruzavam o espaço aéreo internacional.

Os caças da RAF assumiram a missão no Mar do Norte, substituindo aviões da Força Aérea Francesa que acompanhavam os bombardeiros enquanto eles sobrevoavam o espaço aéreo do país.

"O fato de os bombardeiros russos explorarem o espaço aéreo britânico é uma nova lembrança do sério desafio militar que a Rússia representa hoje em dia", disse o ministro de Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson, em comunicado.

"Não hesitaremos em continuar defendendo nossos céus de atos de agressão. Mais uma vez, a rápida reação de nossa Real Força Aérea mostrou como as Forças Armadas são vitais para proteger o Reino Unido", completou o ministro.

O Ministério da Defesa afirmou que a RAF regularmente intercepta, identifica e escolta aviões russos que sobrevoam o espaço aéreo internacional dentro da área de interesses do Reino Unido.

Internacional