PUBLICIDADE
Topo

Insurgentes sequestram e matam 3 policiais na Caxemira indiana

21/09/2018 08h55

Srinagar (Índia), 21 set (EFE).- Um grupo de insurgentes sequestrou e matou nesta sexta-feira três policiais no sul da Caxemira indiana, depois que o partido separatista Hizbul Mujahideen (HM) fez um alerta aos membros das forças de segurança sobre desistir ou enfrentar as consequências.

"Os corpos de três policiais assassinados foram encontrados em Dangam (no distrito de Sophian), uma região a cerca de três quilômetros de onde foram sequestrados durante a madrugada", disse à Agência Efe uma fonte da Polícia de Srinagar, capital regional, que pediu anonimato.

"Perdemos três de nossos valentes companheiros em um ato selvagem de terrorismo. Rendemos tributo aos três policiais mortos, Nisar Ahmad, Firdous Kuchay e Kuldeep Singh. Condenamos este ato desumano e asseguramos que todos os culpados serão castigados conforme a lei", escreveu a Polícia da Caxemira no Twitter.

Segundo fontes locais do distrito de Sophian contatadas pela Efe, que pediram anonimato, um grupo de supostos insurgentes invadiu cerca de dez casas antes do amanhecer para identificar os policiais.

No total, foram sequestradas quatro pessoas e um dos homens foi libertado antes os outros três membros das forças de segurança serem mortos, segundo as fontes.

O quarto sequestrado escreveu em uma rede social que foi libertado pelos insurgentes quando descobriram que ele já não era mais policial.

"Não tenho nada a ver com a Polícia porque já me demiti", afirmou o homem em um vídeo de um minuto, que se tornou viral rapidamente.

Após o fato de hoje, pelo menos dois policiais do sul da Caxemira indiana recorreram às redes sociais para anunciar sua saída das forças de segurança.

No entanto, o Ministério do Interior indiano qualificou estas demissões de "propaganda" e afirmou que nenhum homem saiu da Polícia por causa das ameaças do Hizbul Mujahideen.

"Várias notícias apareceram na imprensa dizendo que alguns policiais renunciaram em Jammu e Caxemira. A Polícia confirmou que estas informações são falsas e motivadas. As notícias são baseadas em propaganda falsa e agentes mal-intencionados", afirmou o ministério no Twitter.

O inspetor geral da Polícia da Caxemira, S.P. Pani, declarou à Efe que as autoridades começaram a investigar o fato.

O sequestro e assassinato dos três policiais aconteceu três semanas depois que um grupo de insurgentes sequestrou pelo menos oito parentes de policiais no sul da Caxemira indiana, em resposta à detenção de parentes de supostos terroristas.

O HM afirmou posteriormente que libertaram os parentes de policiais sequestrados.

O Paquistão reivindica a completa soberania da Caxemira desde a divisão da região em 1947 e sua independência do Reino Unido.