PUBLICIDADE
Topo

Homem é encontrado vivo dois dias depois de naufrágio no Lago Vitória

22/09/2018 09h23

Dar es Salaam, 22 set (EFE).- As equipes de resgate da Tanzânia encontraram neste sábado um sobrevivente do naufrágio ocorrido há 40 horas no Lago Vitória, acidente que deixou pelo menos 196 mortos, segundo informaram os veículos de imprensa locais.

Trata-se de um engenheiro, Augustine Charahani, que estava em uma bolha de ar no interior da embarcação, que virou e segue flutuando ao contrário, informou o jornal "The Citizen".

As equipes de resgatem recuperaram 60 corpos hoje, o que elevou para 196 os mortos, embora as operações continuem e teme-se que o número possa chegar a 300 vítimas mortais, segundo o jornal.

Este sobrevivente se une a outras 41 pessoas resgatadas com vida até o momento.

O ferri MV. Nyerere naufragou na quinta-feira no Lago Vitória, a apenas 50 metros do porto onde iria atracar, enquanto realizava uma rota entre as ilhas de Ukerewe e Ukara com cerca de 400 passageiros a bordo, apesar de a capacidade máxima ser de cem pessoas e 25 toneladas de carga.

Vários sobreviventes do acidente explicaram que o capitão da embarcação estava falando ao telefone e se deu conta de que ia em direção errada, por isso que fez uma manobra brusca enquanto a balsa se aproximava do porto.

"Quando nos aproximávamos do porto de Ukara, vimos que a embarcação estava indo para esquerda e a zona de desembarque fica à direita. De repente, o capitão fez uma manobra brusca", disse um sobrevivente, Ochori Burana, em entrevista à rádio estatal "BC1".

A manobra fez com que pessoas caíssem da embarcação e a mesma virar de cabeça para baixo.

De acordo com as investigações preliminares reveladas ontem pelo chefe do Gabinete John Kijazi, a embarcação afundou porque "estava sobrecarregada".