PUBLICIDADE
Topo

Diretor é detido por sodomizar nove alunos em escola corânica da Malásia

23/09/2018 09h44

(Corrige título)

Bangcoc, 23 set (EFE).- O diretor de uma escola corânica de Kuala Lumpur foi detido pela polícia acusado de sodomizar nove menores que estudavam no local, informou neste domingo a imprensa da Malásia.

O suspeito, de 30 anos, foi detido em 14 de setembro após a denúncia de um professor da escola e das nove vítimas, de entre 11 e 16 anos, disse o subchefe da polícia de Kuala Lumpur, Zainuddin Yaacop, à agência "Bernama".

"Acreditamos que o suspeito incomodou e sodomizou todas as vítimas", acrescentou Yaacop.

O policial indicou que um tribunal de Putrajaya acusou o diretor da escola de 11 crimes sob a lei de abusos sexuais a menores, que prevê penas de 20 anos de prisão e outros castigos.

Yaacop também afirmou que após a detenção, os menores foram levados à sede central da polícia, onde prestaram depoimento, e depois para o hospital, onde foram examinados pelos médicos antes de retornar para suas casas.