PUBLICIDADE
Topo

Juiz determina que Bill Cosby é um "predador sexual violento"

25/09/2018 15h08

Washington, 25 set (EFE).- O juiz que decidirá condenação de Bill Cosby no caso de agressão sexual em um tribunal em Norristown, no estado da Pensilvânia (Estados Unidos), determinou nesta terça-feira que o comediante é um "predador sexual violento".

Esta declaração faz com que o artista seja incluído em uma série de listas onde são registrados os abusadores sexuais e que são enviadas a entidades que englobam possíveis vítimas, tais como centros educativos, segundo veículos de imprensa locais.

Cosby terá, além disso, que comparecer a sessões de tratamento pelo resto de sua vida, seja qual for seu status de liberdade.

Esta era uma das questões principais nas quais o magistrado deveria tomar uma decisão na causa, razão pela qual a Promotoria e a defesa tinham centrado seus argumentos ao destacar e menosprezar, respectivamente, a capacidade atual de agressão de Cosby, que tem 81 anos.

O comediante foi declarado culpado em abril deste ano por um júri das acusações de penetração sem consentimento, penetração enquanto a vítima está inconsciente e penetração após ter administrado entorpecente.

Cosby, que pode pegar 30 anos de prisão, convidou em 2004 a canadense Andrea Constand para sua mansão de Cheltenham (Pensilvânia) e lhe deu pílulas que a deixaram enjoada e permitiram ao comediante que abusasse dela.

A vítima, de 45 anos, era então a treinadora de basquete da equipe feminina da Universidade de Temple, onde o ator estudou e para a qual era um importante doador.