Maduro diz que Argentina retrocedeu "40 anos" com governo de Macri

Caracas, 12 out (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na quinta-feira que a Argentina retrocedeu "40 anos" produto, segundo sua afirmação, das políticas "entreguistas" do governo do presidente Mauricio Macri, a quem acusou de ter destruído a "soberania econômica" argentina.

"A Argentina (está) entregue nas mãos do Fundo Monetário Internacional, e a soberania econômica argentina destroçada por um governo entreguista, criminoso como o de Mauricio Macri", disse Maduro.

"Que dor em ver a Argentina retrocedendo 20, 30, 40 anos", completou.

Maduro afirmou que o governo de Macri promoveu na Argentina a "desregulamentação do trabalho, o roubo dos direitos de pensionistas, professores, trabalhadores" e eliminou a saúde e educação pública.

A Argentina se tornou uma voz crítica contra Maduro desde que Macri chegou ao poder, em 2015, depois de 12 anos do governo com Néstor e Cristina Kirchner, aliados do chavismo.

A Venezuela respondeu com fortes críticas a Macri, a quem ele acusa de não estar do lado dos cidadãos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos