Papa está disposto a visitar Coreia do Norte se o convidarem oficialmente

Seul, 18 out (EFE).- O papa Francisco está disposto a visitar a Coreia do Norte se receber um convite formal de Pyongyang, informou o porta-voz da presidência sul-coreana Yoon Young-chan.

O tema foi abordado nesta quinta-feira em uma reunião no Vaticano entre Francisco e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, que já tinha dito anteriormente que haveria um convite nesse sentido do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

O porta-voz da presidência sul-coreana afirmou em entrevista coletiva na Cidade do Vaticano que, nesse encontro, o papa disse que poderia viajar para esse país depois de receber um convite oficial.

"O papa disse: 'Darei uma resposta incondicional se receber um convite (oficial) e poderei ir'", disse Yoon, segundo a transcrição enviada pelo escritório presidencial sul-coreano.

Até hoje, nenhum pontífice esteve na Coreia do Norte.

O papa Francisco recebeu Moon hoje no Vaticano em um encontro que durou cerca de uma hora. Na reunião, a previsão era de que o presidente sul-coreano passasse ao papa os comentários favoráveis que Kim fez em setembro em Pyongyang sobre a possibilidade da visita.

O Vaticano ainda não se pronunciou sobre a mensagem transmitida por Moon.

Durante a reunião, o papa desejou paz na Península da Coreia e parabenizou a atual aproximação dos dois países para a desnuclearização da Coreia do Norte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos