Trump afirma que caravana de hondurenhos conta com "delinquentes"

Washington, 19 out (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira que uma "porcentagem bastante grande" dos migrantes que participam da caravana que saiu de Honduras rumo ao norte é formada por "delinquentes".

"Muitas dessas pessoas, uma porcentagem, uma porcentagem bastante grande dessas pessoas são delinquentes. Querem vir ao nosso país e são delinquentes. E isso não acontecerá no meu mandato. Não acontecerá", afirmou o governante a jornalistas.

Trump ressaltou a ameaça de enviar as Forças Armadas dos EUA à fronteira com o México para evitar a entrada dos mais de três mil migrantes que integram a caravana, a maioria hondurenhos, caso cheguem ao sul.

O presidente esclareceu que, desta vez, não mobilizará a Guarda Nacional, como na última ocasião, e sim uma parte das Forças Armadas.

"Não é a Guarda (Nacional), vamos chamar os militares e vamos ter os militares mobilizados", explicou.

Muitos migrantes da caravana conseguiram entrar no México nesta sexta-feira, após forçarem a cerca da fronteira que separa o país da Guatemala.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos