PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Erdogan propõe que Turquia julgue os 18 sauditas presos pelo caso Khashoggi

23/10/2018 07h01

Istambul, 23 out (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, propôs nesta terça-feira que sejam julgados em solo turco os 18 cidadãos detidos na Arábia Saudita, suspeitos de ligação com o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi no consulado saudita, em Istambul.

"Faço um apelo ao rei Salman para que estas pessoas sejam julgadas em Istambul", disse Erdogan, durante discurso no Parlamento em Ancara, onde descreveu a morte de Khashoggi como "um horrível assassinato planejado".

Internacional