PUBLICIDADE
Topo

Internacional

EUA revogarão vistos dos envolvidos na morte de jornalista saudita

23/10/2018 19h52

Washington, 23 out (EFE).- O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, anunciou nesta terça-feira que o governo americano revogará os vistos dos envolvidos na morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

Em entrevista coletiva na sede do Departamento de Estado, em Washington, Pompeo anunciou que os EUA também avaliam a possibilidade de impor sanções às mesmas pessoas.

Pompeo explicou que os departamentos de Estado e do Tesouro trabalham em conjunto sobre a possibilidade de sancionar os supostos responsáveis com amparo na lei "Global Magnitsky", aprovada em 2016 e que permite ao governo punir os envolvidos em violações de direitos humanos no mundo todo.

"Estas penas não serão a última palavra dos EUA neste assunto, continuaremos estudando medidas adicionais para que os responsáveis prestem contas. Estamos deixando muito claro que os EUA não tolerarão esta impiedosa ação para silenciar o senhor Khashoggi, um jornalista, através da violência", afirmou.

Pompeo garantiu que os EUA continuarão com uma "forte parceria" com a Arábia Saudita, mas ressaltou que nem ele, nem o presidente Donald Trump estão "satisfeitos com esta situação".

"Nossos objetivos estratégicos com a Arábia Saudita continuam, nós continuamos vendo que se pode conseguir ao mesmo tempo o duplo objetivo de proteger os americanos e fazer com que os responsáveis pelo assassinato de Khashoggi prestem contas", disse.

O secretário não esclareceu quem são as pessoas que os EUA identificaram como supostos autores do assassinato, porque a informação de vistos é considerada confidencial pelas autoridades migratórias americanas.

Internacional