PUBLICIDADE
Topo

Internacional

China e Japão assinam dez acordos para fortalecer a cooperação bilateral

26/10/2018 07h02

Pequim, 26 out (EFE).- China e Japão assinaram nesta sexta-feira, em Pequim, dez acordos para fortalecer a cooperação bilateral em diferentes áreas como finanças e comércio, e reafirmaram o compromisso para trabalhar em conjunto com o objetivo de conseguir a estabilidade da região.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, e o premier japonês, Shinzo Abe, se reuniram hoje no Grande Palácio do Povo, onde participaram de uma cerimônia de boas-vindas e assinaram estes acordos de cooperação ao lado de outros membros dos seus respectivos governos.

No segundo dia da visita oficial de Abe, a primeira feita por um chefe de governo japonês à China nos últimos sete anos, destacou o acordo alcançado entre o Banco Popular da China e o Banco do Japão para fortalecer sua cooperação e melhorar a estabilidade financeira dos dois países.

Especificamente, a partir de hoje até o dia 25 de outubro de 2021, eles concordaram em trocar moedas locais entre as duas entidades de até de 200 bilhões de iuanes (cerca de US$ 28,7 bilhões), segundo detalhou o Banco do Japão, através de um comunicado.

No total, Pequim e Tóquio assinaram dez acordos em diferentes áreas como comércio, finanças e esportes.

A desnuclearização da Coreia do Norte também marcou a agenda do encontro, onde Li manifestou a vontade da China em manter as relações a longo prazo com Japão com o objetivo de conseguir a estabilidade regional.

Com relação a situação na península coreana, o primeiro-ministro japonês afirmou que existe vontade, por parte, de seu governo em "normalizar" as relações diplomáticas com o regime de Pyongyang.

Como parte de sua agenda, o primeiro-ministro japonês, que permanecerá na China até amanhã, também visitará hoje a Universidade de Pequim antes de se reunir e participar de um jantar ao lado do presidente chinês, Xi Jinping.

Internacional