PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Alemanha "toma nota" de vitória de Bolsonaro e deseja manter cooperação

29/10/2018 09h23

Berlim, 29 out (EFE).- O governo alemão expressou nesta segunda-feira sua vontade de manter a "boa cooperação" com o Brasil após a vitória eleitoral de Jair Bolsonaro, mas disse que isto será "avaliado" em função da atuação do presidente eleito uma vez que ele assumir a chefia do Estado de um país de "grande importância" para a Alemanha.

"O Brasil é o maior país da América Latina e um parceiro de grande relevância para a Alemanha", destacou o porta-voz do governo, Steffen Seibert, que se mostrou cauteloso na hora de avaliar a vitória eleitoral de Bolsonaro.

O candidato do PSL foi eleito "com mais de 55% dos votos", prosseguiu o porta-voz da chanceler Angela Merkel, para acrescentar que Berlim "toma nota" desta vitória.

A chanceler ainda não parabenizou Bolsonaro, respondeu Seibert a uma pergunta sobre se Merkel já tinha feito contato com o presidente eleito, para lembrar em seguida que este assumirá seu cargo em janeiro do próximo ano.

"Avaliaremos o novo governo do presidente em função de sua atuação uma vez que ele assumir o cargo", insistiu o porta-voz governamental.

A Alemanha trata o Brasil como "parceiro privilegiado" desde os tempos em que Dilma Rousseff estava na presidência do país, o que implica manter consultas intergovernamentais regulares.

Internacional