PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Justiça aumenta para 10 anos a condenação de ex-premier de Bangladesh

30/10/2018 06h41

Daca, 30 out (EFE).- O Supremo Tribunal de Bangladesh elevou nesta terçã-feira para dez anos de prisão a condenação à líder opositora e ex-primeira-ministra Khaleda Zia, que ontem foi sentenciada em um segundo caso de corrupção a outros sete anos.

"Recorremos ao Supremo Tribunal para que aumentasse sua pena, contestando sua sentença de cinco anos de prisão. O tribunal aceitou nosso recurso e elevou sua pena para dez anos", anunciou o advogado da acusação, Khurshid Alam Khan.

A duplicação desta condenação, que lhe foi imposta em fevereiro pela fraude de aproximadamente US$ 200 mil através do Fundo para Órfãos Zia, eleva para 17 total de anos ela teria que cumprir, a política de 73 anos e que deu entrada em um hospital no início deste mês.

A mulher que governou Bangladesh em duas ocasiões (1991-1996 e 2001-2006) tem reiteradamente defendido sua inocência e assegurou que se trata de uma causa política orquestrada pelo governo da sua inimiga declarada Sheikh Hasina.

Internacional